Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar a sua experiência e os nossos serviços, analisando a navegação no nosso sítio web. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Pode obter mais informação na nossa página Termos de Uso e Privacidade

Braskem estuda construção de nova fábrica de polipropileno nos EUA

Criada em: 15 maio de, 2015
A Braskem analisa a possibilidade de construir uma nova linha de produção de polipropileno (PP) nos Estados Unidos, afirmou nesta quinta-feira, 07, o presidente Carlos Fadigas

A Braskem analisa a possibilidade de construir uma nova linha de produção de polipropileno (PP) nos Estados Unidos, afirmou nesta quinta-feira, 07, o presidente Carlos Fadigas. O projeto teria uma capacidade superior a 300 mil toneladas anuais e poderia estar concluído ainda nesta década. A unidade seria abastecida com gás natural e, segundo Fadigas, não teria sua competitividade atrelada à relação entre gás e nafta, dado que o ritmo desse mercado tem apresentado um desempenho mais satisfatório.

 

"O mercado de PP nos Estados Unidos tem apresentado uma demanda crescente e estamos produzindo e vendendo mais. Por isso já fizemos uma expansão em nossa unidade do Texas e analisamos a possibilidade de fazermos desgargalamentos em outras linhas", revelou Fadigas. Segundo o executivo, há disponibilidade de gás para a construção de uma nova fábrica na costa leste dos Estados Unidos.

 

É justamente a competitividade do gás em relação à nafta que levou o executivo a adotar, desde o início deste ano, um tom mais cauteloso em relação à intenção de construir um novo complexo petroquímico nos EUA. As negociações com o governo de West Virginia já foram iniciadas, mas neste momento a atratividade deste projeto é menor em função da queda do preço do petróleo e de seus derivados, incluindo a nafta petroquímica. A unidade produziria polietileno, e não PP.