Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar a sua experiência e os nossos serviços, analisando a navegação no nosso sítio web. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Pode obter mais informação na nossa página Termos de Uso e Privacidade

Clariant Masterbatches apresenta o ColorForward® Automotive 2016

Criada em: 2 abril de, 2015
A Clariant, uma das empresas líderes mundiais em especialidades químicas, apresenta ao setor automotivo o guia ColorForward® de previsões de cores para o mercado de plásticos.
 ColorWorks® da Clariant tradicionalmente oferece duas versões do guia ColorForward: uma destinada a designers de componentes plásticos sólidos e a outra, chamada ColorForward Interiors, voltada aos usuários de fibras e têxteis. O objetivo de ambas as versões é ajudar os designers e profissionais de marketing a tomar decisões sobre cores de maneira mais fundamentada. Cada edição apresenta quatro tendências sociais mundiais que podem influenciar o comportamento dos consumidores. A equipe internacional de especialistas da Clariant seleciona diferentes cores, ou combinações de cores, que evocam uma resposta emocional relacionada a cada tendência. A análise anual de tendências mundiais e workshops criativos de uma semana de duração são elementos importantes no processo de seleção, que envolve a colaboração entre especialistas em plásticos e cores, especialistas e designers da indústria e da ciência do consumo, além de profissionais de marketing de produto de todos os mercados finais ao redor do mundo.
 
Com base nessa sólida experiência, neste ano um novo membro passa a integrar a família ColorForward: o ColorForward Automotive, especificamente criado para atender às necessidades de design automotivo.
 
“Há vários anos, a Clariant Masterbatches é uma das principais fornecedoras de soluções de cores e aditivos para a indústria automotiva, estabelecendo relações com todos os integrantes da cadeia de valor”, explica Laura Carrillo, Diretora de Marketing para o Segmento Automotivo na Europa. "Essa experiência nos mostrou que os fabricantes e fornecedores de equipamentos automotivos originais buscam criar carros e componentes que não só atendam às necessidades dos consumidores, mas também estimulem suas emoções. As cores dialogam com as pessoas de forma emocional; e a missão do ColorForward é compreender e prever as cores que provocarão uma reação das pessoas".
 
O ColorForward surgiu a partir das ideias e da experiência de uma equipe internacional de especialistas em cor, design, marketing e polímeros, representando diversas indústrias de criação de todo o mundo. Cada edição apresenta quatro tendências sociais mundiais que podem influenciar o comportamento dos consumidores. Cada tendência é, então, representada por cinco cores que capturam sua essência. No ColorForward original, as cores são apresentadas em placas moldadas feitas de vários plásticos: rígidos e flexíveis, opacos e translúcidos. Já o ColorForward Interiors apresenta as cores na forma de peças feitas de fibras de polipropileno (PP) e poliamida (PA), além de cartelas com amostras de fibras de poliéster – formas familiares aos desenvolvedores e usuários de tecidos, carpetes e estofados.
 
O ColorForward Automotive 2016 combina alguns dos elementos dos dois membros da família e os complementa com uma forma totalmente nova de ilustrar o aspecto nos plásticos: placas grandes e texturizadas, fabricadas internamente no laboratório automotivo da Clariant Masterbatches na Europa, que são bem conhecidas dos profissionais do setor; e também - em estreita colaboração com a Plastivaloire - modelos injetados de carros, que permitem apreciar as cores não só em superfícies grandes, mas também em uma geometria complexa. "Ao longo dos anos, atraímos o interesse dos departamentos de design dos fabricantes de equipamentos automotivos originais por nossa ferramenta de previsões ColorForward e traduzimos isso em uma apresentação de amostras mais específicas, de modo que as cores e os polímeros selecionados fizessem mais sentido para a indústria automotiva", explica Laura Carrillo.