Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar a sua experiência e os nossos serviços, analisando a navegação no nosso sítio web. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Pode obter mais informação na nossa página Termos de Uso e Privacidade

Investigadores inventam plástico comestível feito de vegetais

Criada em: 20 maio de, 2015
Cientistas da Embrapa Instrumentação, de São Carlos (São Paulo), desenvolveram uma série de películas comestíveis que funcionam como plástico, que além de ser biodegradável, pode ser utilizado na preparação de alimentos.

A matéria-prima é composta por água, polpa de fruta e hidratos de vegetais. O "plástico" decompõe-se em três meses e pode ser utilizado como adubo, ou mesmo descartado na rede de esgoto, sem prejuízos.

Além disso, tem a capacidade de conservar os alimentos pelo dobro do tempo. O plástico convencional, por sua vez, demora 400 anos até se decompor.

O material tem características físicas semelhantes aos plásticos convencionais, como resistência e textura, e tem igual capacidade de proteger alimentos. Além disso, o “plástico orgânico” apresentou propriedades mecânicas superiores aos plásticos sintéticos. Em laboratório, os produtos mostraram-se mais resistentes ao impacto, além de serem três vezes mais rígidos que os plásticos sintéticos

O plástico foi desenvolvido após duas décadas de trabalho e o processo de produção é considerado simples.

Inicialmente, a matéria-prima, como frutas e verduras, é transformada numa pasta. A seguir, os pesquisadores adicionam componentes para dar consistência ao material e colocam-no numa forma transparente, que será levada para uma câmara que emite raios ultravioleta.

Após poucos minutos, a película sai da máquina pronta para ser consumida.