Utilizamos cookies próprios e de terceiros para melhorar a sua experiência e os nossos serviços, analisando a navegação no nosso sítio web. Ao continuar a navegar, consideramos que aceita o seu uso. Pode obter mais informação na nossa página Termos de Uso e Privacidade

Plastidom: "A inovação e a qualidade são a chave do sucesso"

Criada em: 5 novembro de, 2015

A implantação de novos produtos no mercado e o prestígio gradual da marca DOMPLEX têm afirmado progressivamente esta empresa no mercado nacional e internacional. Fundada em 1959, numa altura em que os plásticos estavam a dar os primeiros passos em Portugal. Depois da euforia inicial vieram as dificuldades técnicas, comerciais e financeiras, até que a empresa começou a conhecer o sucesso que a trouxe até onde está hoje.

Qual é a história por detrás da Plastidom?
A Plastidom foi fundada em 1959 por sete amigos que se juntaram numa altura em que os plásticos estavam a emergir e começavam a fazer-se os primeiros objetos de plástico em Portugal. Brinquedos, flores, utensílios domésticos, etc.
Mais tarde, os sócios começaram a desligar-se uns dos outros e a empresa passava por algumas dificuldades. A pedido, fiz então uma abordagem com auditoria e intervenção na Contabilidade e Serviços Administrativos, os quais ficaram devidamente organizados. Posteriormente, os dois sócios restantes, sugeriram-me a participação na Sociedade, o que veio a acontecer depois de alguma ponderação.

(...) Hoje a empresa tem muitos produtos, uma produção muito diversificada, produtos que servem praticamente todas as atividades e fabricamos aqui desde o pequeno objeto até à grande peça industrial (...)

Nesta altura percebeu-se que a empresa já não estava com a mesma organização com que ficara, um ano antes, e as dificuldades tinham-se agravado, mas, tínhamos então pela frente um árduo trabalho para a reorganizar e relançar. Começámos a fazer intervenções comerciais, visitando os clientes, criando novos produtos, reorganizando o sistema produtivo, adquirindo novos equipamentos e a partir de determinada altura a empresa, já saneada, atingiu um sucesso bastante notável.

(...) ficamos muito felizes quando chegamos aos clientes e eles nos dizem que têm produtos nossos que duram há mais de 30 ou 40 anos (...)

Com este sucesso começámos a ganhar cada vez mais mercado, procurando atingir sempre o Consumidor Final com bons e apelativos produtos, diferenciados da concorrência, a consolidar gradativamente a confiança dos clientes e a partir daí a empresa foi continuando a crescer e a progredir até chegar aos níveis de hoje.
Hoje a empresa tem muitos produtos, uma produção muito diversificada, produtos que servem praticamente todas as atividades e fabricamos aqui desde o pequeno objeto até à grande peça industrial. Diríamos que produzimos desde a “formiga” ao “elefante”.

E a marca Domplex?
A marca Domplex nasce num período de grande aceitação dos produtos que então fabricávamos. Entendemos que uma marca seria bem-vinda para diferenciar os nossos produtos.
Até determinada altura, quando se falava de plásticos, estes não tinham uma boa imagem, não eram considerados produtos de qualidade. É plástico, é corriqueiro, barato, parte, não presta!
Procurámos então reunir-nos das melhores matérias-primas, que nessa altura apareciam no mercado, dos melhores equipamentos e fazer produtos de qualidade, que não quebrassem, que resistissem, que fossem aptos para os alimentos, enfim, produtos que tivessem realmente qualidade e que servissem e durassem bastante, e, ao fim da sua vida útil poderem ser reciclados para reutilização.
Ainda hoje, com uma grande preocupação ambiental, seguimos o conceito REDUZIR, RECICLAR, REUTILIZAR. Procuramos mesmo contribuir o mais possível para evitar a sobrecarga da Pegada Ecológica.

A Plastidom é hoje um grupo…
A Plastidom representa hoje um grupo de 3 Empresas. A Plastidom que produz desde a conceção até ao produto final. Na área de Leiria, nomeadamente na Barosa, temos a Domplex Logis, que tem como atividade principal a gestão de suportes logísticos: embalagens, palettes e outras unidades de armazenamento e de transporte, aluguer e higienização dos mesmos, e, em Espanha instalámos a Plastidom Euro-Ibéria.

(...) A marca Domplex nasce num período de grande aceitação dos produtos que fabricamos. Entendemos que uma marca seria bem-vinda para diferenciar os nossos produtos (...)

Hoje em dia o plástico está associado a durabilidade?
Existem produtos nossos ainda em uso com mais de 30 e 40 anos e ficamos muito felizes quando chegamos aos clientes e eles nos dizem que esses produtos - uma bacia, uma caixa ou um produto industrial - servem há mais de trinta ou quarenta anos.

A Plastidom marca presença no SISAB PORTUGAL. Qual a sua opinião deste evento?
Achamos notável. Esse projeto, impulsionado pelo Dr. Carlos Morais, apreciado empreendedor, e determinado para que os portugueses brilhem fora de portas, deve ser bem-sucedido, porque tudo o que valoriza e promove a produção portuguesa é de louvar e enaltecer.

(...) vamos procurar dar o nosso pequeno contributo para que o SISAB PORTUGAL tenha sucesso (...)

Portugal tem boas indústrias, bons produtores agrícolas, tem capacidades, recursos, bons gestores, excelentes produtos, bons investigadores e bons trabalhadores, tudo o que deve ser divulgado. O SISAB PORTUGAL está a fazer um bom trabalho. É um evento empreendedor. 
No que diz respeito à Plastidom, estamos também a dar o nosso pequeno contributo para que o SISAB PORTUGAL tenha sucesso.

(...) Portugal tem boas indústrias, bons produtores agrícolas, tem capacidades, recursos, bons gestores, excelentes produtos, bons investigadores e bons trabalhadores, tudo o que deve ser divulgado (...)

Em que países está presente e qual o volume de exportação da Plastidom?
A Plastidom exporta para vários países. O ano passado exportou praticamente 50% da sua produção. Exportamos para países mais próximos, porque as peças de grande volume chegam melhor, ou pelo menos mais facilmente, ao seu destino quando vão para países mais próximos. Trabalhamos com Espanha, França, Holanda, Bélgica, Suíça, Inglaterra, com os países do norte de África, Marrocos, Argélia, Tunísia, Mauritânia e depois os países de língua portuguesa, como Angola, Moçambique, entre outros.

História da indústria de plásticos em portugal:
A indústria de plásticos terá começado a dar os primeiros passos em Portugal na década de 40, fabricando brinquedos, flores artificiais e pequenos utensílios domésticos.
Foram seus pioneiros em Leiria, BAQUELITE LIZ, MATÉRIAS PLÁSTICAS, PLÁSTICOS DE Stº ANTÓNIO, PLÁSTICOS EDMAR, JOÃO RUANO, entre outros. O sucesso destes empreendedores, fez proliferar a indústria que se foi diversificando e afirmando. Assim, o consumidor passou a ter acesso a produtos de matérias plásticas para as mais variadas aplicações, nomeadamente brinquedos, flores artificiais, utilidades domésticas, tubagens, embalagens polivalentes e calçado sintético, entre muitas outras aplicações.
Sendo uma novidade e o seu uso extremamente útil, prático e funcional, os plásticos acabaram por gerar interesse a um número crescente de iniciativas no seu fabrico e comércio.
A Plastidom também não fugiu a esta sedução e progressivamente afirmou-se no mercado graças á boa cooperação entre clientes, fornecedores e outras entidades, conseguindo atingir os objetivos a que sempre se propôs, trabalhando com ética e responsabilidade empresarial e social.

Alguns dados sobre a Plastidom:
A Plastidom é uma Sociedade Anónima, de capitais familiares portugueses, constituída por Ilídio Rufino e seus filhos, Lavínia Rufino, Helena Rufino Salustiano, Susana Rufino Lopes e Paulo Rufino.
Na sua atividade, detém hoje uma posição de liderança no mercado nacional, e exporta os seus produtos para vários países, nomeadamente da Comunidade Europeia, de África e EUA. A sua produção assenta em produtos destinados ao uso doméstico, indústria, agricultura, lazer e ambiente.
Estes produtos são identificados com a marca Domplex, a qual assumiu notoriedade no mercado devido à permanente preocupação da Empresa com a qualidade, funcionalidade e durabilidade dos produtos, empregando matérias-primas provenientes das melhores fontes de investigação e produção e o recurso a equipamentos de avançada tecnologia.
A Plastidom detém ainda a marca RECIPLEX, que emprega produtos rejeitados da sua própria produção e posteriormente reciclados para aplicações de menor exigência.
A Plastidom foi pioneira em Portugal no fabrico de palettes e contentores-palette em plástico, dispondo, além destes, de uma ampla gama de produtos com aplicações nas atividades domésticas, pesqueiras, industriais, agrícolas ou dependentes. 
A Empresa dedica uma especial atenção às atividades agrícolas, frutícolas e de transformação de produtos desta origem, reconhecendo que se trata de uma atividade nobilíssima e de relevante importância económica para o país.
A Plastidom tem obtido a distinção repetida de PME Líder e teve ainda a honra de ser convidada para pertencer à Confraria da Pêra Rocha do Oeste e à Confraria Gastronómica da Maçã Portuguesa, Entidades de referência e prestígio nos setores.

Fonte: http://mundoportugues.org/